Visitar página no facebook
Sobre os atentados terroristas em Paris
sábado, 14 novembro 2015

Sobre os atentados terroristas em Paris

A propósito dos recentes atentados terroristas em Paris, é necessário prestar alguns esclarecimentos linguísticos e deixar algumas recomendações.

Estado Islâmico do Iraque e do Levante (EIIL) é preferível a Estado Islâmico do Iraque e da Síria (EIIS), uma vez que a última designação não corresponde, geograficamente, à região da Síria atual, mas, sim, ao Levante, a região asiática banhada pelo Mediterrâneo. Trata-se de uma organização jiadista do Médio Oriente.

A sigla EIIL (Estado Islâmico do Iraque e do Levante) é também preferível à sigla inglesa ISIS (Islamic State of Iraq and Syria).

Daesh ou Daish, acrónimos do arábe (al-Dawla al-Islamiya al-Iraq al-Sham) para "Estado Islâmico do Iraque e do Levante", são termos usados para fazer referência a essa organização. O termo "Daesh" foi usado, pela primeira vez em abril de 2013, pelos meios de comunicação iranianos hostis ao movimento jiadista. Embora a primeira grafia apresente mais ocorrências, considera-se que Daish é a forma recomendada, pelo facto de a letra "i" se referir a "Iraque".

É ainda preferível usar islamita para referir a «pessoa que segue o islamismo, ou seja, o maometismo, a religião muçulmana pregada por Maomé ou Mafoma, ou seja, os fundamentalistas islâmicos. Já islâmico, que alguns dicionários consideram como sinónimo do primeiro, é preferível ser usado no sentido de «que se relaciona com o islão».

Ana Salgado
Lexicógrafa

Comentários (0)

Deixe um comentário

Está a comentar como convidado. Login opcional abaixo.

PARCEIROS

 

Menu