Visitar página no facebook

A pensar morreu um burro!

Sempre que alguém demora muito tempo a tomar uma decisão usa-se a expressão: a pensar morreu um burro.

A origem da expressão deve-se a uma história de um filósofo francês do séc. XIV, Jean Buridan, que dissertou sobre a indecisão, característica de muitos seres humanos.

Reza a história: Um burro caminhava pelo deserto cheio de fome e cheio de sede. Depois de dias e noites, deparou-se com duas vasilhas; uma de aveia e outra de água. Por qual delas ele se decidiria primeiro? Com tanta indecisão e sem conseguir escolher, o burro acabou por morrer de fome e de sede.

Lição: Sempre que se demora muito tempo a decidir algo, estamos sujeitos a ouvir a expressão, a pensar morreu um burro.

A equipa do PLP – português à letra

Comentários (0)

Deixe um comentário

Está a comentar como convidado. Login opcional abaixo.

PARCEIROS

 

Menu