Visitar página no facebook
Nipónio, moscóvio, tenesso e oganésson
quarta, 07 dezembro 2016

Nipónio, moscóvio, tenesso e oganésson

Direção-Geral da Tradução — Comissão Europeia

Nipónio, moscóvio, tenesso e oganésson

[Com a colaboração de Luís Miguel Costa, Direção-Geral da Tradução — Comissão Europeia]

Está prestes a ficar completa a sétima e última linha da tabela periódica dos elementos químicos, com a adoção dos nomes para os derradeiros quatro elementos (números atómicos 113, 115, 117 e 118), que ainda só tinham nomes provisórios. Agora que a União Internacional de Química Pura e Aplicada (IUPAC) propôs as designações em inglês, importa refletir sobre a fixação dessa terminologia em língua portuguesa, procurando seguir as regras habituais do português para a formação dos nomes dos elementos químicos e evitando aportuguesamentos apressados. Apresentam-se alguns excertos da notícia publicada pela IUPAC a 8 de junho(1).

Following earlier reports that the claims for discovery of these elements have been fulfilled, the discoverers have been invited to propose names and the following are now disclosed for public review:
Nihonium and symbol Nh, for the element 113,
Moscovium and symbol Mc, for the element 115,
Tennessine and symbol Ts, for the element 117, and
Oganesson and symbol Og, for the element 118.

Elemento 113 — homenagem ao País do Sol Nascente (日本)

Nihon is one of the two ways to say “Japan” in Japanese, and literally mean “the Land of Rising Sun”. The name is proposed to make a direct connection to the nation where the element was discovered. Element 113 is the first element to have been discovered in an Asian country. While presenting this proposal, the team headed by Professor Kosuke Morita pays homage to the trailblazing work by Masataka Ogawa done in 1908 surrounding the discovery of element 43(2). The team also hopes that pride and faith in science will displace the lost trust of those who suffered from the 2011 Fukushima nuclear disaster.

Até agora, o elemento 113 era designado provisoriamente ecatálio (eka-Tl) ou unúntrio (Uut).
Em português, a opção por nipónio tem a vantagem de indicar claramente que se quer homenagear o Japão (nomeadamente as vítimas de Fucoxima(3)). Essa homenagem perder-se-ia caso se optasse por termos como nihónio ou niónio.

A escolha em inglês de nihonium (de Nihon) em vez de nipponium (de Nippon) terá a ver com o símbolo químico — Nh —, pois Np já corresponde ao neptúnio (elemento n.º 93). O problema não se coloca da mesma forma em português, pois é muito frequente os símbolos químicos não corresponderem aos nomes dos elementos.

Elemento 115 — homenagem à região de Moscovo

Moscovium is in recognition of the Moscow region and honors the ancient Russian land that is the home of the Joint Institute for Nuclear Research, where the discovery experiments were conducted using the Dubna Gas-Filled Recoil Separator in combination with the heavy ion accelerator capabilities of the Flerov Laboratory of Nuclear Reactions.

Até agora, o elemento 115 era designado provisoriamente ecabismuto (eka-Bi) ou unumpêntio (Uup).
O nome moscóvio homenageia a Moscóvia, a região onde se situa Moscovo.

Elemento 117 — mais um halogéneo

Tennessine is in recognition of the contribution of the Tennessee region, including Oak Ridge National Laboratory, Vanderbilt University, and the University of Tennessee at Knoxville, to superheavy element research, including the production and chemical separation of unique actinide target materials for superheavy element synthesis at ORNL’s High Flux Isotope Reactor (HFIR) and Radiochemical Engineering Development Center (REDC).

Até agora, o elemento 117 era designado provisoriamente eca-ástato (eka-At) ou ununséptio (Uus).

Repare-se que o nome escolhido em inglês foi tennessine e não tennessium. Parece, assim, que além de se homenagear a região norte-americana do Tenessi(4), com a escolha do sufixo inglês -ine, se quis indicar claramente que se está perante mais um halogéneo(5). A designação em português e nas restantes línguas latinas deverá também refletir essas indicações. A tradição nessas línguas tem sido a de não utilizar sufixo (terminação em «o», não em «io», em português).

Se se reparar nos pares flúor/fluorine, cloro/chlorine, bromo/bromine, iodo/iodine, ástato/astatine, a solução para o 117 deverá ser tenesso. Soluções resultantes de simples aportuguesamentos, como tenessine, tenessina(6), tenessino, tenessínio ou tenéssio, não indicariam que se trata de mais um halogéneo.

Halogéneos:
halogeneos

Elemento 118 — mais um gás nobre

For the element with atomic number 118 the collaborating teams of discoverers at the Joint Institute for Nuclear Research, Dubna (Russia) and Lawrence Livermore National Laboratory (USA) proposed the name oganesson and symbol Og. The proposal is in line with the tradition of honoring a scientist and recognizes Professor Yuri Oganessian (born 1933) for his pioneering contributions to transactinoid elements research. His many achievements include the discovery of superheavy elements and significant advances in the nuclear physics of superheavy nuclei including experimental evidence for the “island of stability”.

Até agora o elemento 118 era designado provisoriamente ecarrádon (eka-Rn) ou ununóctio (Uuo).

Repare-se que o nome escolhido em inglês foi oganesson e não oganessium. É uma clara indicação de que se trata de mais um gás nobre e uma homenagem a Oganessian, um cientista russo de ascendência arménia.

Com a exceção do hélio, a terminologia dos gases nobres é bastante clara nas várias línguas (sufixo -on, correspondente à forma neutra de palavras do grego antigo). A designação em português será, assim, oganésson (ou oganessônio, segundo a tradição do português do Brasil)(11) e não oganessónio ou, muito menos, oganéssono, oganéssio ou oganéssão.

Gases nobres:
gases nobres

Em anexo apresenta-se um quadro com os últimos 15 elementos da tabela periódica, as suas anteriores designações provisórias e ano de adoção do nome definitivo.
Com o sistema de Mendeleev a designação provisória de novos elementos era feita a partir do nome do elemento conhecido situado na mesma coluna da tabela periódica, mas na linha imediatamente superior, precedido do prefixo eca- (eka- — um em sânscrito).

         Exemplo (darmstácio):    platina >    eca + platina = ecaplatina (eka-Pt).

Com o sistema de designação provisória de novos elementos a partir do seu número atómico utilizavam-se partículas (e símbolos) correspondentes a cada um dos algarismos do número(15), seguidas do sufixo –io.

         Exemplo (darmstácio):     110 >    un + un + nil + io = ununnílio (Uun).

Desde a publicação, em 2008, n’«a folha» de uma lista multilingue dos elementos químicos(16), foram fixados mais três nomes: copernício (n.º 112), fleróvio (n.º 114) e livermório (n.º 116).

Paulo.Correia@ec.europa.eu

In «a folha», n.º 51 — verão de 2016
http://ec.europa.eu/translation/portuguese/magazine/documents/folha51_pt.pdf

Designações provisórias e definitvas dos transcatinídeos
transactinideos

(1) IUPAC, «IUPAC is naming the four new elements nihonium, moscovium, tennessine, and oganesson», 08.06.2016, http://iupac.org/iupac-is-naming-the-four-new-elements-nihonium-moscovium-tennessine-and-oganesson/.
(2) O tecnécio.
(3) Ver entrada «Fucoxima» no Lello Universal: Dicionário Enciclopédico Luso-Brasileiro, Lello & Irmão, Porto, 1993, ISBN 972-48-0005-9.
(4) Correia, P., «Os Estados dos Estados Unidos da América», in «a folha», n.º 48 — verão de2015, http://ec.europa.eu/translation/portuguese/magazine/documents/folha48_pt.pdf.
(5) De acordo com o Oxford English Dictionary, em inglês, os nomes dos halogéneos foram formados a partir do nome francês, acrescentando-lhe o sufixo –ine.
(6) Embora nas traduções se possam encontrar esporadicamente vestígios da *fluorina, da *clorina, da *bromina, da *iodina ou da *astatina é sabido que essas são designações erradas em português, fruto do decalque do inglês. Aliás, só dois elementos químicos têm nomes femininos: a prata e a platina.
(7) Wikipédia, Ununseptium, https://fr.wikipedia.org/wiki/Ununseptium.
(8) Sujeito a confirmação. Cf. «Se recomienda que los nombres de los nuevos elementos tengan una terminación que refleje y mantenga la consistencia histórica y química. La terminación de los nuevos elementos acabará en: “-io” (“-ium” en inglés), para los elementos de los grupos 1-16, incluyendo los elementos del bloque f, “-o” (“-ine” en inglés) para los elementos del grupo 17 y “-ón” (“-on” en inglés) para los elementos del grupo 18.» em Román Polo, P. et al., «¿Moseleyio, moseleyo o moseleyón? Una excelente oportunidad para honrar a Moseley en el centenario de su muerte», Anales de Química, vol. 112, n.º 2, 2016,
http://analesdequimica.es/index.php/AnalesQuimica/article/view/877.
(9) Wikipédia, Ununseptio, https://it.wikipedia.org/wiki/Ununseptio.
(10) Etimologia: fluor — fluxo; χλωρός — verde; βρῶμος — mau cheiro; ἰώδης — cor violeta; ἄστατος — instável.
(11) Neônio, argônio, criptônio, xenônio, radônio, oganessônio.
(12) Wikipédia, Ununoctium, https://fr.wikipedia.org/wiki/Ununoctium.
(13) Wikipédia, Ununoctio, https://es.wikipedia.org/wiki/Ununoctio.
(14) Etimologia: ἥλιος — Sol; νέον — novo; ἀργόν — inativo; κρυπτόν — oculto; ξένον — estranho.
(15) | 0 — nil — n | 1 — un — u | 2 — b(i) — b | 3 — tr(i) — t | 4 — quad — q |
| 5 — pent — p | 6 — hex — h | 7 — sept — s | 8 — oct — o | 9 — en — e |
(16) Costa, L., Garrido, A., Correia, P., «Elementos químicos — lista multilingue» in «a folha», n.º 26 — verão de 2011,
http://ec.europa.eu/translation/portuguese/magazine/documents/folha26_pt.pdf.
(17) unilquádio (Dicionário Priberam da Língua Portuguesa)
(18) unilpêntio (Dicionário Priberam da Língua Portuguesa)
(19) uniléxio (Dicionário Priberam da Língua Portuguesa)
(20) unilóctio (Dicionário Priberam da Língua Portuguesa)
(21) unilénio (Dicionário Priberam da Língua Portuguesa)
(22) ununnílio (Vocabulário Ortográfico Português; Infopédia); ununílio (Dicionário Priberam da Língua PortuguesaDicionário Aurélio da Língua Portuguesa)
(23) ununhéxio (Vocabulário Ortográfico Português; Infopédia); ununéxio (Dicionário Aurélio da Língua Portuguesa)

Comentários (0)

Deixe um comentário

Está a comentar como convidado. Login opcional abaixo.

PARCEIROS

 

Menu